sexta-feira, 17 de junho de 2016

Grupo Máschara e juradas do Festival Cena Viva 2016


Historia das Premiações - Melhor Ator

2016

Cléber Lorenzoni como Eugênio - no 2º Cena Viva  20º Troféu


2015

Cléber Lorenzoni como Rosalinda no 1º Festival da Cidade dos Anjos (Santo Angelo) 34ª Indicação

2014

Cléber Lorenzoni como Fred em Feriadão no FESTVALE (Rolante) 33ª Indicação
2012

Cléber Lorenzoni como Ericão - no Art in Vento de Osório 19º Troféu

Cléber Lorenzoni como Gata  no Art in vento de Osório - 31ª Indicação.

2010


Cléber Lorenzoni como Rosalinda - no Art in Vento de Osório 18º Troféu

Gabriel Wink como Ágatha,`Vassili e Rafael no Art in Vento de Osório -1ª Indiação

Cléber Lorenzoni como Rosalinda e Úrsula - 11ºFestival de Itaqui- 29ª Indicação

2008

Cléber Lorenzoni por Sr. Poeta em Lili – 1º FETTEN – 28ª Indicação

Cléber Lorenzoni por Mario em Esconderijos – 1º FETTEN- 17º Troféu

Cléber Lorenzoni por Sr. Poeta em Lili – XVº Erechin – 16º Troféu

Cléber Lorenzoni por Mario em Esconderijos – XVº Erechin – 15º Troféu

Cléber Lorenzoni por Sr. Poeta em Lili – 10º DOMPA – 14º Troféu

Cléber Lorenzoni por Mario em Esconderijos – 10º DOMPA – 13º Troféu

2007

Cléber Lorenzoni por Mario em Esconderijos – 14º FERTAI – 12º Troféu

2006
Cléber Lorenzoni por Mario em Esconderijos – 5º FESTSALTO – 11º Troféu

2003

Cléber Lorenzoni por Noivo em Bodas de Sangue –Xº FERTAI – 20ª Indicação

2002

Cléber Lorenzoni por MacBeth em MacBeth – XIIIº FETARGS – final 10º Troféu

Cléber Lorenzoni por MacBeth em MacBeth – XIIIº FETARGS – 18ª Indicação

Cléber Lorenzoni por MacBeth em MacBeth- 16º CANELA – 9º Troféu

Cléber Lorenzoni por Tartufo em Tartufo- 2º FESTSALTO – 8º Troféu

Cléber Lorenzoni por MacBeth em MacBeth –9º FERTAI – 7º Troféu

2001

Cléber Lorenzoni por Tartufo em Tartufo –XIIº FETARGS final – 6º Troféu

Alexandre Dill por Orgon em Tartufo –VIº Santiago em cena- 1º Troféu

Cléber Lorenzoni por Tartufo em Tartufo – VIº Santiago em cena – 13º Indicação

Cléber Lorenzoni por Tartufo em Tartufo – XIIº FETARGS – semifinal -12º Indicação

2000

Cléber Lorenzoni por Creonte em Antígona – XIº FETARGS –Final 11ª Indicação

Cléber Lorenzoni por Creonte em Antígona – Iº FESTSALTO – 10ª Indicação

Cléber Lorenzoni por Creonte em Antígona – XIº FETARGS –Semifinal 5º Troféu

Cléber Lorenzoni por Creonte em Antígona – IVº Santiago em cena- 4º Troféu

Cléber Lorenzoni por Creonte em Antígona – 2º Uruguaiana – 3º Troféu

Cléber Lorenzoni por Creonte em Antígona – 2º Rosário sem Cena- 6ª Indicação

1999

Cléber Lorenzoni por Palhacinho em Carrocinha – 1º Uruguaiana – 2º troféu

Cléber Lorenzoni por Palhacinho em Carrocinha – 9º Guaíba – 4ª Indicação

Cléber Lorenzoni por Palhacinho em Carrocinha – VIºFERTAI - 3ª Indicação

1998

Cléber Lorenzoni por D.Flávia em Dorotéia – IXº FETARGS semifinal 2ª Indicação

1997

Alexandre Dill por Tudo Azul em Bulunga – VIIIº FETARGS semifinal 1ª Indicação

Cléber Lorenzoni por Morgana em Bulunga VIIIº FETARGS semifinal 1ª Troféu

Diulio Penna por Bulunga em Bulunga – 7º Guaíba – 5ª Indicação

Diluio Penna por Andre em Um dia a casa cai – IVº FERTAI – 4ª Indicação

Diulio Penna por Bulunga em Bulunga – IVº FERTAI -1º Troféu

1996

Diulio Penna por Bulunga em Bulunga – VIIº Fetargs semifinal- 2ª Indicação

Diulio Penna por Leônidas em Cordélia Brasil – IIIº FERTAI – 1ª Indicação

1995

Eduardo Gonçalves por Júpiter em O dia em que Júpiter encontrou Saturno – IIº FERTAI – 2ª Indicação

1994

Eduardo Gonçalves por André em Um dia a casa cai-1º FERTAI -1ª Indicação

O ator Ricardo Fenner com seu primeiro troféu de Melhor Ator Coadjuvante por Olhai Os Lírios do Campo


Historia das Premiações Atrizes

2019

Alessandra Souza como Lady Zuzu em A roupa Nova- 4º Cena Viva- Santa Rosa - 3º Troféu

Dulce Jorge como Leninha - As Balzaquianas- 4º Cena Viva - Santa Rosa- 20ª Indicação

2018

Kauane Silva como Anahy em Lendas - Melhores do Ano- 1º Troféu

2017

Dulce Jorge como Maria - Paixão de Cristo- Melhores do Ano - 8º Troféu


2016

Alessandra Souza como Olivia em Olhai -2º Cena Viva - 1º Troféu

2012

Dulce Jorge como Caroba em O Santo e a Porca - Ar tin Vento 7º Troféu


2008

Angélica Ertel como Lili em Esconderijos – 1º FETTEN – 7ª Indicação

Angélica Ertel como Glorinha em Esconderijos – 1º FETTEN – 5º Troféu

Angélica Ertel como Lili em Lili – 15º ERECHIN 4º Troféu

Angélica Ertel como Glorinha em Esconderijos – 15º ERECHIN 3º Troféu

Angélica Ertel como Lili em Lili – 10º DOMPA 2º Troféu

Angélica Ertel como Glorinha em Esconderijos- 10º DOMPA 1º Troféu


2006

Angélica Ertel como Glorinha em Esconderijos- 5º FESTSALTO 1º Indicação

2002

Dulce Jorge por Lady MacBeth em MacBeth-XIIIº FETARGS final 6º Troféu

Dulce Jorge por Lady MacBeth em MacBeth-XIIIº FETARGS semifinal 16ª Indicação

Dulce Jorge como Lady MacBeth em MacBeth- 16ºCANELA- 15ª Indicação

Dulce Jorge como Lady MacBeth em MacBeth -9º FERTAI- 14º Indicação

2001

Simone De Dordi como Dorina em Tartufo – VIº Santiago em cena- 1º Troféu

Dulce Jorge como Elmira em Tartufo- 8º FESTVALE – 13ª Indicação

Dulce Jorge como Elmira em Tartufo- 3º URUGUAIANA- 5º Troféu

Dulce Jorge como Elmira em Tartufo- VIIIº FERTAI – 12ª Indicação

2000

Dulce Jorge como Antígona em Antígona – XIº FETARGS-final 11ª Indicação

Dulce Jorge como Antígona em Antígona –Iº FESTSALTO – 10ª Indicação

Ariane Pedrotti como Coro em Antígona- XIº FETARGS-semifinal- 2ª Indicação

Dulce Jorge como Antígona em Antígona – XIº FETARGS – semifinal- 9º Indicação

Dulce Jorge como Antígona em Antígona – IVº Santiago em cena – 8ª Indicação

Dulce Jorge como Antígona em Antígona – 2º URUGUAIANA – 4º Troféu

Dulce Jorge como Antígona em Antígona – 2º ROSÀRIO EM CENA – 3º Troféu

1999

Simone De Dordi como Palhacinha em Carrocinha – 1º URUGUAIANA – 1ª Indicação

Ariane Pedrotii como Espanhola por Carrocinha -9º GUAÌBA – 1ª Indicação

1998

Dulce Jorge como Dorotéia em Dorotéia – Vº FERTAI - 5ª Indicação

1997

Dulce Jorge como Magnólia por Vulunga – VIIIº FETARGS semifinal 4ª Indicação

Carolina Monteiro como Mimi por Bulunga- 7º Guaíba – 1ª Indicação

Zenaide Perez como Mimi por Bulunga – IVº FERTAI – 1ª Indicação

Dulce Jorge como Bárbara por Um dia a casa cai- IVº FERTAI – 3ª Indicação

1996

Dulce Jorge como Cordélia por Cordélia Brasil- IIIº Fertai 2º Troféu

1994

Dulce Jorge como Bárbara em Um dia a casa cai- Vº FETARGS semifinal 1º Troféu

A morte de Doutora Olivia


Historia das premiações - Atriz Coadjuvante

2018

Clara Devi -Carolina em Lendas - Melhores do Ano - 1ª Indicação
Alessandra Souza - Serafina em Lendas- melhores do Ano - IIº Troféu
Raquel Arigony - Isabel em Auto de Natal - Melhores do Ano - 3ª Indicação

2017

Raquel Arigony - Maluc em A roupa Nova do Rei- Melhores do Ano - 2º Troféu

2016

Raquel Arigony - Velha Cega em Complexo - Melhores do Ano 1º Troféu

Dulce Jorge por Eunice Cintra em Olhai -2º Cena Viva - 8º Troféu

Fernanda Peres por Irmã Isolda em Olhai - 2º Cena Viva -1ª Indicação

2012

Alessandra Souza por Margarida  em O Santo e a Porca -Art in vento - 2ª Indicação

2009

Dulce Jorge por D. Quitéria em O Incidente 11º DOMPA 10º Indicação

Alessandra Souza por Rita em O Incidente 11º DOMPA 1º Troféu

2008

Dulce Jorge por D. Glorinha em Esconderijos 1º FETTEN 7º Troféu

Tatiana Quadros por Fada Mascarada em Lili XVº ERECHIN 1º Troféu

Dulce Jorge por D. Glorinha em Esconderijos XVº ERECHIN 6º Troféu

Tatiana Quadros por Fada Mascarada em Lili 10º DOMPA 1ª Indicação

Dulce Jorge por D. Glorinha em Esconderijos 10º DOMPA 5º Troféu

2007

Dulce Jorge por D. Glorinha em Esconderijos 11º FERTAI 4º Troféu

Angélica Ertel por Glorinha em Esconderijos 11º FERTAI 1ª Indicação

2006

Kellem Padilha por Lili em Esconderijos do Tempo 5ºFESTSALTO 1ª Indicação

2003

Lauanda Varone por Criada em Bodas de Sangue Xº FERTAI 1ª Indicação

Dulce Jorge por Mãe em Bodas de Sangue Xº FERTAI 3º Troféu

2002

Simone De Dordi por Lady Macduff em MacBeth XIIIº FETARGS Final 9ºTroféu

Simone De Dordi por Lady Macduff em MacBeth XIIIº FETARGS 13º Indicação

Simone De Dordi por Lady Macduff em Macbeth 16º CANELA 8º Troféu

Simone De Dordi por Dorina em tartufo 2º FESTSALTO 7º Troféu

Marcele Franco por Mariana em Tartufo 2º FESTSALTO 7ª Indicação

Dulce Jorge por Elmira em tartufo 2º FESTSALTO 4º Indicação

Simone De Dordi por Lady Macduff em MacBeth -9º FESTVALE 10ª Indicação

Simone De Dordi por Lady Macduff em MacBeth -9º FERTAI 6º Troféu

2001

Marcele Franco por Mariana em Tartufo – XIIº FETARGS –final Caxias 2º Troféu

Dulce Jorge por Elmira em Tartufo – VIº Santiago em cena- 2º Troféu

Marcele Franco por Mariana em Tartufo – VIº Santiago em cena – 5ª Indicação

Simone De Dordi por Dorina em Tartufo – XIIº FETARGS – semifinal -5º Troféu

Simone De Dordi por Dorina em Tartufo – 8º FESTVALE – 4º Troféu

Marcele Franco por Mariana em Tartufo – 3º Uruguaiana – 4ª Indicação

Simone De Dordi por Dorina em Tartufo – 3º Uruguaiana – 3º Troféu

Simone De Dordi por Dorina em Tartufo – VIIIº FERTAI – 5ª Indicação

Marcele Franco por Mariana em Tartufo – VIIIº FERTAI – 1º Troféu

2000

Simone De Dordi por Tirésias em Antígona – XIº FETARGS- final – 4º Indicação

Ariane Pedrotti por Coro em Antígona – XIª FETARGS- final – 3º Troféu

Ariane Pedrotti por Coro em Antígona – 1º FESTSALTO - 2º Troféu

Marcele Franco por Ismênia em Antígona – IVº Santiago em Cena- 2º Indicação

Ariane Pedrotti por Coro em Antígona – 2º Uruguaiana – 3ª Indicação

Simone De Dordi por Tirésias em Antígona – 2º Uruguaiana – 2º Troféu

Ariane Pedrotti por Coro em Antígona – 2º Rosário em cena- 2º Indicação

Simone De Dordi por Tirésias em Antígona – VIIºFERTAI – 1º Troféu

1999

Marcele Franco por Palhacinha em Carrocinha-1º Uruguaiana – 1ª Indicação

Ariane Pedrotti por Espanhola em Carrocinha – 1º Uruguaiana – 1ª Troféu

Simone De Dordi por Palhacinha em carrocinha – 3º Santiago em cena – 1º Indicação

1997

Dulce Jorge por Magnólia em Bulunga o rei azul- IVº FERTAI – 1º Troféu

1994

Dulce Jorge por Bárbara em Um Dia a casa cai – Iº FERTAI – 1º Indicação

Dr. Eugênio Fontes e Eunice Cintra


Historia das premiações - Atores coadjuvantes

2016

Douglas Maldaner por Alcebíades em Olhai -Cena Viva - 1ª Indicação


Ricardo Fenner por Angelo em Olhai - Cena Viva - 1º Troféu


Renato Casagrande por Ernesto Fontes em Olhai - Cena Viva - 3ª Indicação


Ricardo Fenner por Conde/Jezebel em A Maldição -1ºFestival da cidade dos anjos - 1ª Indicação


2012


Renato Casagrande por Cachorro em Os Saltimbancos no Art In vento - 2ª Indicação

2010

Gabriel Wink como Ágatha, Rafael, Vassili em Maldição no XIº Festival de Itaqui- 2º Troféu

2009

Gabriel Wink por Menandro em O Incidente em XIº DOMPA 3ª Indicação


2008

Renato Casagrande por Mathias em Lili em XVº ERECHIN 1º Indicação

Gabriel Wink por Gouvarinho em Esconderijos em XVº ERECHIN 1º Troféu

Gabriel Wink por Gouvarinho em Esconderijos em 1º FETTEN 1ª Indicação

Gelton Quadros por Malaquias em Lili Xº DOMPA 1º Troféu

2007

Gelton Quadros por Malaquias em Esconderijos XIº FERTAI 1ª Indicação

2006

Rafael Aranha por Gouvarinho em Esconderijos 4º FESTSALTO 1ªIndicação

2003

Luís Lara por Leonardo em Bodas em Xº FERTAI 4ª Indicação

2002

Luís Lara por Bancco em MacBeth em XIIIº FETARGS final 3ª Indicação

Jorge Pittan por Duncan em MacBeth em XIIIº FETARGS final 2º troféu

Alexandre Dill por Macduff em MacBeth em XIIIº FETARGS final 11ª Indicação

Luís Lara por Bancco em MacBeth em XIIIº FETARGS semifinal 2ª Indicação

Luís Lara por Bancco em MacBeth 16º Canela 1ª Indicação

Alexandre Dill por Macduff em MacBeth 16º Canela 5º Troféu

Jorge Pittan por Duncan em MacBeth 9ºFESTVALE 1º Troféu

Alexandre Dill por Bancco em MacBeth 9º Fertai 9º Indicação

2001

Alexandre Dill por Orgon em Tartufo XIIº FETARGS final 4º toféu

Alexandre Dill por Orgon em Tartufo XIIº FETARGS semifinal 7ªIndicação

Alexandre Dill por Orgon em Tartufo 3º Uruguaiana 6ª Indicação

2000

Alexandre Dill por Hêmon em Antígona 1º Festsalto 3º Troféu

Alexandre Dill por Hêmon em Antígona 4º Santiago em cena 4ª Indicação

Alexandre Dill por Hêmon em Antígona 2º Uruguaiana – 2º troféu

Alexandre Dill por Hêmon em Antígona 7º Rolante – 2ª Indicação

1999

Alexandre Dill por Malabarista em O Conto da carrocinha 1º Uruguaiana -1º troféu

Cléber Lorenzoni por Palhacinho em O Conto da Carrocinha 3º Santiago em Cena-4ª indicação

1998

Cléber Lorenzoni por D. Flávia em Dorotéia Vº FERTAI-2º troféu

1997

Cléber Lorenzoni por Fada Morgana em Bulunga o Rei Azul IVº FERTAI-1ºtroféu

1996

João Paulo Perez por Tudo Azul em Bulunga o Rei Azul VIIº FETARGS – 1ºtroféu

Cléber Lorenzoni por Rico em Cordelia Brasil IIIº FERTAI- 1ª indicação

Por Cléber Lorenzoni sobre o Cena Viva

Ainda sobre o Cena Viva
Passar alguns dias perto de colegas, amigos de anos ou artesãos da mesma classe é uma dádiva. Uma honra. Obrigado à Jadson Silva por vir la da região metropolitana lutar por mais teatro no interior, precisamos lutar sim. O teatro é importante sim, para jovens,adultos, para a natureza, a sociedade, o planeta. Ontem para minha surpresa, trouxemos alguns troféus, que me alegraram, emocionaram e me encheram de orgulho da família Esmate Máschara, mas tenho os pés no chão, prêmios ou festivais não nos tornam melhores que ninguém, Olhai os Lirios do Campo não é o melhor espetáculo de coisa alguma, apenas esteve em um dia bom emocionou, ou tocou, ou repercutiu tecnicamente ou contou bem sua historia, afinal é isso que somos, contadores de historias. E o premio nos instiga a lutar mais, em perseverar em nosso sacerdócio. O festival passa e ficam lutas, ficam batalhas desumanas a serem travadas e torço que ajam muitas para todos os meus irmãos de profissão. Aliás vejo o festival como um museu, onde vários pintores expõe seus quadros. Pinturas de várias matizes, que apreciamos com carinho. E que emoção subir no palco, quando na platéia estão tantos colegas, de historias diferentes, mas de realidades parecidas, afinal aqui ou na argentina, ou no japão, fazer arte é difícil do mesmo jeito.
Agradeço às mestras, Stella Bento, Sandra Pimentel Loureiro e Ida Celina Weber Silveira, que foram tão sagazes e respeitosamente analisaram cada espetáculo como obras exclusivas que são, falando respectivamente o que cada grupo tem capacidade e maturidade para ouvir, e por a serviço. Deixei de ir a festivais por certo tempo por que me cansava de ouvir alguns grupos dizerem que debates eram criticas, debates são aulas, oficinas curtas, que todo o ator em qualquer época deveria receber, para lembrar que sua arte é feita para outros. Parabéns aos meus colegas Ricardo Fenner Alle Gonçalves Dulce Jorge Gabriel Araujo Fabio Novello Raquel Arigony PratesRenato Casagrande Douglas Maldaner Fernanda Peres Edevaldo Golartt Evaldo Gullart. Que esse premio lhes dê coragem e inspiração para melhorar a cada dia. Todo dia é dia para o ator descobrir nova forma de dizer seu texto, novas emoções dentro de si. Obrigado a professora Cida Camargo e o NUCART- núcleo de cultura e arte da Unicruz Universidadeque nos deu seu apoio para que pudéssemos nos fazer presentes no festival. Parabéns aos outros colegas, principalmente ao grupo do Paulo Ricardo Melo de Uruguaiana que pôs sobre o palco mais de vinte jovens loucos pelo teatro, cheios de energia e nos enchendo de esperança; bem como o grupo de Horizontina, com a peça Storge que não tive o prazer de assistir.
Fazer teatro é agonia e êxtase, é luta constante em emocionar comover, informar, ou chocar plateias. Me choca que tenhamos que lutar tantos por algo sabidamente tão positivo para o mundo.

Debate do espetáculo Olhai os Lírios do Campo, com as juradas Sandra Loureiro, Stella Bento, Ida Celina


Delegação do Máschara na premiação do Cena ViVA


Os atores Alessandra Souza e Cléber Lorenzoni no Cena Viva


Olhai os Lírios do Campo no Cena Viva (tomo 2) 737

               “Sucesso é quando alguém faz  o que sempre fez e alguém percebe”.

                 Em Santa Rosa o teatro do sesc é razoavelmente pequeno, uma sala bastante aconchegante. O palco de tamanho pequeno não chega a ser um problema, no entanto , atrás da rotunda, atores e contra regras sofreram para executar um bom trabalho. O espetáculo iniciou com um atraso de quase uma hora, e percebia-se uma tensão, uma insegurança que colocou em risco o trabalho.
                 Por outro lado, viu-se sobre o palco um respeito ao público. Uma técnica vocal valorosa, e um melodrama com toques modernos muito eloquentes.  Passo a passo, minuto a minuto o espetáculo foi sendo construído. Alessandra Souza, Cléber Lorenzoni e Dulce Jorge transformaram-se em cena, e outros atores também se destacaram muito.
               Olhai os Lirios do Campo é um espetáculo de grandes proporções e dimensões. Texto longo, muito atores, cenário espaçoso e etc... Isso tudo repercute no ritmo, devido aos tempos de entradas e saídas. A trilha sonora com canções de várias matizes e a complexa simbologia que perpassa por cenários e figurinos precisam ser muito bem compreendidos e executados.  O Erico que vemos representado no palco, urbano e romântico, não é muito conhecido, mas o espetáculo acaba por cumprir sua função.
             As cenas de Lirios ganharam mais ritmo desde a ultima vez em que assisti o espetáculo, e a interprete de Eunice parece ter encontrado um caminho mais acertado para sua personagem. Douglas Maldaner se sai muito bem em seu Alcebíades mas seu Jango poderia soar mais natural na cena com Alzira e Angelo.
           Lirios não ficou tão dramático quanto ficava nos ensaios e isso é bom, já que é um texto que pode facilmente passar do ponto.
        No que diz respeito as questões técnicas, houve pequenos desajustes que foram claramente resolvidos: Cama virada, sombrinha emperrada, vestido aberto, atraso do ator Douglas Maldaner na cena da festa, maleta caída no palco, mesa abandonada no cenário, maleta caída atrás de cenário, Enfim, detalhes que saem do controle, mas que não devem sair.
               Lírios precisa de mais apresentações e prática.                                               
              Aqui alguns comentários falados no debate do espetáculo.
*As namoradas, mulheres de Eugênio (Dulce e Alessandra) se saem muito bem.
*O tom nas cenas da família Fontes, destoam do restante do elenco.
*Rever figurinos.
*Trilha bem escolhida, porém deve ser executada com maior delicadeza.
*Melodrama feito com muito respeito
*Adaptação muito bem feita
*Mesas do cenário precisam de um cuidado mais apurado.
*Maquiagem dos pais muito exagerada em cena.
*Espetáculo de muito bom gosto.
*Cléber passando muito sua verdade em cena, muito lindo de se ver.
*Apesar do aperto  e problemas técnicos o espetáculo flui.
*Fernanda Peres da muito bem o tom do hospital

Enfim, uma noite de erros e acertos como o teatro sempre foi e sempre será. Uma sensação de dever cumprido por parte do elenco e que Olhai os Lirios do Campo sigam sempre, assim como o Máschara.

Arte é vida


A Rainha  

Alessandra Souza (***)
Evaldo Goulart (***)
Fernanda Peres (***)
Gabriel Araújo (**)
Fabio Novelo (**)
Raquel Prates (***)
Dulce Jorge (***)
Cléber Lorenxoni (***)
Renato Casagrande (***)
Douglas Maldaner (**)
Ricardo Fenner (***)