terça-feira, 28 de abril de 2015

Lili Inventa o Mundo em 8º Matinê do Máschara

Pé de Pilão em Lili Inventa o Mundo




                 Me sentei no teatro com pose de sabichona para assistir à Lili Inventa o Mundo, queria apenas analisar com o olhar critico, no entanto, o  senhor Poeta (Mario Quintana?) entrou no palco desestruturando minha imponência, me fez rir, relaxar e voltar a ser criança, ri de tombos, ri de gritos, ri de tudo.E torci, torci para que tudo desse certo.

                 No palco dois protagonistas de Quintana se encontram, Lili e Mathias. Ela curiosa, delicada e  confusa as vezes. Ele genioso, engraçado e muitíssimo ágil. 
Teatro é comunicação. Cléber Lorenzoni, Alessandra Souza, Dulce Jorge, Renato Casagrande, Fernanda Peres, Ricardo Fenner, Evaldo Goullart, Barbara Santos, Bruna Malheiros, Fabio Novello e Douglas Maldaner saíram de suas casas no domingo para contar uma historia. Para contar essa historia, cada um cumpre uma função, quando essa função não é cumprida, a historia não é contada. Será que é justo o público sair de casa para ver uma historia, e não ter essa historia bem contada? Quando me eximo de minha função, estou declarando que minha função não é importante, e se não sou importante, por que estou ali? Todos nascemos sabendo praticamente nada, então devemos aprender, procurar, buscar. Devemos reconhecer que não somos capaz quando não somos capazes e melhorar, crescer, aprender.  Luzes que não se apagaram, código de molière confuso, platéia tendo que beber refrigerante  direto na lata, musicas baixas. Será que sabemos remar nessa jangada? 
                   Batidas de Molière: herança do sinal dado pela cia de Molière na França de Luis XIV, para avisar que o rei tinha chegado e o espetáculo podia continuar.Quando ocorre o primeiro sinal, a platéia compreende que é hora de começar a se ajeitar pois o espetáculo logo iniciará. Após o segundo sinal os atores se colocam em suas posições e se há algum protocolo, é feito pois todos estão em seus postos. Quando ocorre o terceiro sinal, a luz se apaga. O público sabe que terá que deixar o "pipi" para depois e que a pipoca terá que ficar para o final. Quando soa o segundo sinal e o protocolo não acontece, quando toca o terceiro sinal com duas batidas, ou quando toca um quarto sinal, o público de teatro percebe que algo errado aconteceu, os atores ficam sem saber o que fazer. Será que posso ir ao camarim buscar algo que esqueci? Não sei, pois não compreendo mais os sinais que estão dando. 
                   Operador de som: Não é uma pessoa que foi chamada para apertar botões ou teclas. O operador de som ou sonorizador do espetáculo, é a pessoa que recebe toda a confiança da equipe para guiá-los como o regente de uma orquestra. Diria que também deve ser artista. As canções via aparelho eletrônico, devem entrar lentamente sem assustar a platéia, devem sair também com cuidado e não desaparecer de súbito. Aliás, movimentos bruscos não combinam com a sonorização de um espetáculo, há não ser que façam parte da proposta. O operador de som, assim como o sonorizador, fazem parte da equipe técnica de um espetáculo. Por técnica, subentende-se pessoas que compreendem toda a maquinaria teatral, toda a engrenagem. Os técnicos assessoram, organizam, preparam, controlam, protegem, e além de tudo isso, devem conhecer todo o espetáculo, atuar junto. Sonoplastas podem precisar colocar uma musica para preencher um buraco (vazio na cena), um sonoplasta pode precisar tirar uma musica, caso ela esteja atrapalhando a compreensão do público. Um sonoplasta precisa ter bom ouvido para entender os sons do ambiente, os silêncios, os ruídos. Deve conhecer os atores e saber quais falam alto, quais falam baixo, quais são afinados e etc... Quando alguém receber essa função, deve sentir-se honrado e desdobrar-se para cumprir função tão honrosa. 
                                Atores nunca devem esquecer que a arte do teatro é a arte da criação. Quando se pensa ter criado tudo, crie mais. Personagens como Fada mascarada, Malaquias, Lili e Rainha das Rainhas, ainda podem produzir muito. Não se acomodem. 
                      O público compareceu para assistir Lili Inventa o Mundo e provavelmente levou para casa muito de Quintana na bagagem, a interprete de Lili tem nas mãos uma mensagem doce e muito positiva para crianças e adultos. Mathias é o personagem central de uma historia que a censura do estado novo de Vargas bloqueou por trinta anos, tudo por que no texto, Quintana refere-se à polícia como "um cavalo montado no outro", la no tempo em que os brigadianos (brigadeiros) faziam a ronda sobre cavalos. 
                         Fernanda Peres- Teatro é arte de mentir com verdade, procura sentir, mas como disse o inesquecível Hitchcck à Ingrid Bergmamm, se não consegue sentir, finja. (**)
                                               Alessandra Souza- O Teatro é um trabalho em equipe, mesmo quando for um monólogo. (**).
                                               Dulce Jorge - Fique dentro do teatro, tu és a fundadora do grupo Máschara, fique próxima ao palco colocando as crianças nos seus lugares, preparada para o protocolo. (**)
                                                Renato Casagrande - Obrigado pelo seu trabalho. (**)
                                Evaldo Goulart - Passe a função tambor a outro colega. Ela está sendo pessimamente executada(*)
                                           Cléber Lorenzoni - Aprenda a separar suas funções e momentos. Em cena atue, e não dirija, tu te prejudicas e prejudicas o todo. (*)
                                         Ricardo Fenner- Não acumule tantas funções. E organizemos melhor o bar antes de domingo(**)
                                           Barbara Santos - Obrigado por seu perfeito trabalho (***)
                                         Douglas Maldaner - Respire fundo e execute com perfeição sua função. Não se permita erros. (*)
                                      Bruna Malheiros -Mais ousadia. Nunca se contente fazer oi que já faz bem feito. (**)
                                            Fabio Novello- Obrigado por sua dedicação. (**)
                                             e
                                           Obrigado ao jovem Gabriel Giacomini por seu interesse em aprender o oficio. 

Atenção. Nesse próximo domingo tem a ultima edição dessa matinê. Não percam, é a ultima chance de surpreender e vencer desafios. Não percam


                             Arte é vida.                                                                     A Rainha