quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Em frente ao quarto de Mario Quintana


Cléber Lorenzoni e Renato Casagrande em Esconderijos do Tempo

Acervo Julieta Winck Perussato
                         "Tu é que és um anjo e como anjo teu nome não é Mario e sim Malaquias"

Turnê Santa Rosa-Porto Verão Alegre

                       Falar de um espetáculo como Esconderijos do Tempo com mais de 100 apresentações, com oito anos de historia, com milhares de pessoas encantadas com o que viram, é muito difícil. Falaria de que? Da narrativa? Do texto adaptado? Da construção de ótimos personagens como Glorinha, Mario, Gouvarinho e Lili? Da trilha tão bem escolhida? Difícil, difícil criticar algo tão belo como o espetáculo Esconderijos do Tempo. Aterme-ei portanto a falar do elenco e da técnica que o público recebeu nessa temporada. Engraçado como as pessoas questionam a estranha divisão de Status do Grupo Máschara, não é uma técnica, nem uma regra, muito menos a pretensão de um ou outro decidirem o talento, se é que ele existe, se é que é palpável. O Status é uma media que se o Grupo Máschara desenvolveu baseado na exigência de determinados papéis e na dedicação dos atores. O Status de um ator aumenta devido a seu trabalho, e teatro é trabalho, e trabalho repercute em perfeição. O Status de um ator é o que é e não adianta crer que ele será capaz de fazer algo acima de seu status, a menos que ele esteja pronto para evoluir de status. O ator pode sim fazer um papel de status menor, será daí um grande desperdício. Mas determinado papel será grande em excelência. 
                         Os atores de Status 1 são atores prontos, acredito nisso piamente. Os atores de status 2 tem um facilidade e capacidade laureavel. Os atores de status 3 estão lutando, correndo e atrás para que um dia possam dizer e comprovar, somos "atores verdadeiros". Os atores em status 4 estão em grandes caminhadas. Busca de técnicas, se conhecendo... E precisam de bons diretores a sua disposição. Os atores de status 5 são estudantes. Veja bem, atores de Status 3, não podem ser protagonistas, mesmo atores de Status 2 sofrem para fazê-lo. 
                           Nessa longa turnê, mantiveram-se os grandes atores do Máschara exercendo seu trabalho técnico. Ninguém surpreendeu em nada, nenhum setor. Apenas Evaldo Goulart mostrou dedicação, que já era esperada, mas que veio de forma muito eloquente. 
                        Alessandra Souza e Tatiana Quadros mostram que são grandes atrizes, com cenas redondas e perfeitas. Principalmente nas ultimas duas noites. 
                           Esconderijos do Tempo precisa ser visto por todos, pois é de longe o melhor trabalho do Máschara, o melhor trabalho de seu elenco e uma aula para os atores que fazem parte do espetáculo. Sempre que paro para analisar a obra, surpreendo-me pela compreensão de que estou na frente de uma daquelas grandes criações do teatro. 
                             As pessoas podem não concordar com minhas colocações, podem se retirar se sentirem-se injustiçadas, mas não sou eu quem dito a capacidade de cada ator, é o público, são os colegas de palco, são os Deuses do teatro. 



Alessandra Souza (**)(*)(***)(***)
Cléber Lorenzoni (***)(*)(**)(***)
Dulce Jorge (**)(**)(**)(***)
Fernanda Peres(**)(*)(*)(***)
Fábio Novello(**)(*)(*)(**)
Renato Casagrande (**)(**)(***)(**)
Tatiana Quadros (**)(**)(**)(***)
Evaldo Goulart(***)(*)(**)(**)
Ricardo Fenner (**)(**)(*)(*)
Leonardo Drea(**)

Cléber Lorenzoni ao lado de Mario Quintana


Vem aí A Maldição do Vale Negro


Mario e Glorinha

Acervo- Fábio Novello"...Pelas janelas altas o azul convida os meninos..."