domingo, 17 de outubro de 2010

Malaquias


Gabriel Wink

O Senhor Poeta.
























O Ator Cléber Lorenzoni

Uma das bonequinhas do mundo da poesia...

























A Atriz Alessandra Souza

A Eterna Lili
























A Atriz Angélica Ertel

Diário de Bordo XXX- Lili Inventa o Mundo em Antonio Prado

Uma das últimas lilis

Existem duas formas de se fazer esse espetáculo, ou ele é extremamente divertido, a ponto de fazer as crianças e até os adultos terem verdadeiras convulsões de tanto rir, ou ele é singelo, poético como deve ser... Hoje foi a primeira opção. Teve claro uma parcela de poesia pois alguns atores carregam consigo a compreensão e poesia necessárias.
Gabriel Wink esteve extraordinário, uma de suas melhores interpretações de Malaquias. Renato Casagrande continua infantilóide, Angélica Ertel tentou arrumar o que saiu do prumo.
No entanto é preciso dizer, Lili Inventa o Mundo está com os dias contados. Esse espetáculo estreou em 2006, foram quatro anos de turnês, foram vários intérpretes, foram vários públicos e a peça muito colaborou para o crescimento do grupo. Foi alí que nasceu Renato Casagrande. Foi também uma escola para Angélica Ertel junto com Esconderijos do Tempo. Foi presente para o jogo de Cléber e Gabriel. Foi forma de homenagear O Conto da Carrocinha. Foi forma rápida e prátca de levar teatro a vários públicos. Foi façanha ousada no teatro infantil. Mas é hora de descançar. 2011 pede novo espetáculo e alguns atores de Lili Inventa o Mundo começam a despedir-se. Seu legado principal? Bem se um ser tenha ficado com vontade de alimentar a criança dentro de si e guardá-la para sempre, então, eis o sucesso.


                      A Rainha