quarta-feira, 12 de junho de 2013

Esconderijos do Tempo - Santa Rosa/Junho

                   Sempre que Esconderijos do Tempo é apresentado para um novo público, a reação é de surpresa, as pessoas não imaginam que um espetáculo de teatro possa chegar tão perto da real pequenez  humana, a total condição de fragilidade de nossa espécie, a decadente caminhada do homem ao seu fim, e a solidão que portanto o acompanha. Alguns até torcem o nariz,  pois Esconderijos as vezes parece brega, meio cliche, e acredito que todos os espetáculos que tenham essa característica de aproximar-se da realidade humana,sofram esse preconceito,  é como se os proprios artistas tivessem um certo que com algo que tem os pés tão no chão. 
                            Em cena nossos já conhecidos atores dividem a cena com A veterana Tatiana Quadros que retornou aos palcos. A atriz traz de volta a presença e a seriedade com quem sempre tratou a cena. Fernanda Peres não deu o show que dera em sua estreia como Glorinha, o ator precisa ser ético, belo, íntegro e verossímil sempre, quando falo em ouvir, isso vai muito além de escutar, tem a ver com sentir o outro... A desenvoltura de Alessandra Souza em cena tem melhorado, bem como sua presença, seu vigor. Mas é preciso ter cuidado para não perder o ritmo. Glorinha nova soluciona sempre os problemas de texto, no entanto há de se tomar cuidado com a forma como isso se dá. Luis Fernando Lara podia estar mais inteiro em seu Gouvarinho, embora sua figura componha muito bem, algumas coisas não chegam. Dulce Jorge e Cléber Lorenzoni fizeram o que melhor fazem em suas carreiras, Mario e Glorinha. O Anjo de Renato Casagrande pontuou e Ricardo Fenner poderia ter dado mais força a sonoplastia, a música de abertura por exemplo merecia maior potência.
                             Não deixei de perceber que o figurino houve problemas com o figurino de Gouvarinho. Uma pena, para o ator, para a camareira e para o público.
                                Esconderijos vai continuar muito tempo, mas e o elenco?

Alessandra Souza (**)
Reenato Casagrande (**)
Cléber Lorenzoni (**)
Dulce Jorge (**)
Ricardo Fenner (**)
Gabriela Oliveira (*)
Evaldo Goulart (**)
Fernanda Peres (**)
Luis Fernando (**)
Tatiana Quadros (**)


A Rainha


A Serpente em junho de 2013