terça-feira, 27 de outubro de 2015

Ultimo domingo de Castelo Encantado - tomo 102

               Neste último domingo chegou ao fim a curta temporada do espetáculo O Castelo Encantado na Matinê do Máschara. Depois de seis domingos, o espetáculo agora entra em recesso até surgir nova oportunidade. O maior mérito do espetáculo, é o amadurecimento dos atores, principalmente da protagonista, Alessandra Souza. No decorrer das seis apresentações, Alessandra se tornou mais delicada, mais relaxada e portanto menos tensa. Ao menos externamente. 
                Sempre que um espetáculo se encerra, sinto-me um pouco frustrada, será que ele foi visto por todos quanto podia, ou devia? Não sei, mas a platéia do ultimo dia poderia ser contada nos dedos. Espetáculo ruim? Jamais! Falta de hábito dos Cruzaltenses? Também não creio ser o caso. Mas há certamente algo de errado com as frustradas tentativas em aplicar o teatro na mui leal cidade do divino...
                  Evaldo Goulart também evoluiu e muito, passou a se entregar mais para o teatro. Revelou seu respeito pela nobre arte. Descobriram-se talentos como Douglas Maldaner e Bruna Malheiros e finalmente vislumbrou-se Amanda Oliveira e Gabriel Araujo sobre o palco. 
                  Mesmo com público pequeno, os atores fizeram um ultimo trabalho, valorizando o público que la estava. O ritmo ainda que em determinado momento se torne constante e cansativo, faz da obra algo divertidíssimo e repleto de interação. Os acontecimentos e personagens vão surgindo de forma tão natural e interligada que parecem fazer realmente parte de uma mesma historia, historia essa que foi contada por Cléber Lorenzoni, a partir da obra de Verissimo. 
                   O que posso dizer dessa empreitada do Máschara? Todos os elementos postos em cena são bem operados, o espetáculo encanta, diverte e faz pensar, ponto. Um misto de diferentes unidades, diferentes elementos que, justapostos, constroem uma só linguagem, um só texto...Mas o Máschara tem um objetivo em oferecer teatro mediante tanto trabalho e pouco dinheiro, ao público de sua cidade. A pergunta que não silencia é: O público cruzaltense quer teatro?


Alessandra Souza (*)
Renato Casagrande (*)
Evaldo Goulart (**)
Douglas Maldaner (**)
Fabio Novelo (**)
Gabriel Araujo (**)


Arte é vida...

Elenco de O Castelo Encantado saindo para apresentação em escola Venancio Aires